A importância do diagnóstico precoce do Mieloma Múltiplo

A importância do diagnóstico precoce do Mieloma Múltiplo

O momento de diagnóstico de muitas doenças geralmente é fator decisivo para um tratamento bom ou ruim.

Diagnosticar cedo os sintomas pode evitar o desenvolvimento de muitas doenças e até mesmo salvar vidas. No caso do tipo de câncer de medula óssea, o mieloma múltiplo, esse fator é importantíssimo para um tratamento eficaz da patologia e para uma melhor qualidade de vida durante o tratamento.

Por gerar comprometimento do esqueleto em diversos pontos e por acometer principalmente pessoas com mais de 60 anos, que já apresentam doenças ósseas decorrentes do envelhecimento, os sintomas se confundem aos dessas patologias naturais. Por isso, o diagnóstico junto ao médico especialista é essencial.

O mieloma múltiplo

Essa é a segunda doença onco-hematológica mais comum no mundo e é responsável por 1% de todas as mortes por câncer em países ocidentais.

O mieloma se dá quando os plasmócitos, que são as células do sangue presentes no sistema de defesa do organismo, crescem de maneira desordenada e incomum. Um dos seus principais danos é o comprometimento do esqueleto em diversos locais, podendo se propagar para a pele.

Quando essa célula é classifica como cancerosa, ela passa a receber o nome de célula do mieloma e acaba comprometendo o funcionamento saudável do organismo e, então, aparecem os sintomas. Seu tratamento é baseado em medicamentos específicos e em quimioterapias.

Sintomas para diagnóstico

Uma das formas mais eficazes para um diagnóstico precoce é saber identificar os sintomas iniciais para procurar um médico. Um dos primeiros é a anemia e dores ósseas.

Além dessas, outras reações são mais aparentes, como cansaço, ganho de peso, problemas nos rins, palidez, dores na lombar, sede excessiva, e alteração na urina com aspecto de espuma.

Importância do diagnóstico precoce

Após a percepção desses sintomas juntos ou separados, deve-se imediatamente procurar um médico hematologista. Uma das formas mais comuns de identificar a doença é através do exame de eletroforese de proteína, que consegue detectar a proteína monoclonal no sangue.

Os exames de rotina também conseguem achar pistas para detectá-la posteriormente, como a anemia (baixa contagem de glóbulos vermelhos), creatinina elevada; cálcio elevado no sangue; níveis de proteína elevados, combinada com a albumina em baixo nível.

Os resultados anormais nesses exames direcionam os médicos a recomendar uma mielograma ou biópsia de medula óssea, para determinar a ocorrência da doença e sua dimensão.

A estabilidade do quadro de mieloma está totalmente ligado ao diagnóstico realizado precocemente. Quanto mais cedo for feito, maior a chance de haver menos sequelas da doença.

A anemia pode ser aniquilada e o cansaço pode ser atenuado, proporcionando uma melhor qualidade de vida durante a doença. Além disso, os pacientes com diagnóstico precoce conseguem muito mais levar uma vida normal, sem tantos percalços, como acontece com quem já está em um estágio avançado.

Apesar do diagnóstico feito cedo, as dores ósseas não podem ser evitadas sem nenhuma medida, e são amparadas pelo uso de medicamento especializados para dores constantes.

Em nossa loja, você tem acesso a diversos medicamentos de alto custo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *