Como prevenir o Câncer do Colo do Útero?

Câncer do colo do útero

O câncer do colo do útero é um dos mais comuns e é causado pelo vírus Papiloma Vírus Humano, também conhecido como HPV. Apenas a presença do vírus não causa o câncer, mas tê-lo no organismo e não fazer o tratamento no momento em que os sinais e sintomas se manifestam é o que pode desenvolver o tumor.

A estimativa, de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), é que em 2020 surjam mais de 16.500 novos casos de câncer do colo de útero 3º tipo de câncer mais comum e que representa a quarta causa de morte entre as mulheres.

Quer saber mais sobre o câncer do colo do útero, sinais e sintomas, tratamento e prevenção? Então, acompanhe abaixo!

Quais são os principais sinais e sintomas do câncer do colo do útero?

Um dos grandes problemas do câncer do colo do útero é que ele não dá sinais até que seja muito tarde para realizar o tratamento. Quando o tumor avança, pode começar a provocar sangramentos na região vaginal de maneira intermitente, ou seja, que vai e volta. Esses sangramentos também podem acontecer após a relação sexual.

Outros sinais e sintomas que podem surgir é secreção vaginal de cor e cheiro anormais e também dor abdominal associada a outras queixas, principalmente urinárias e intestinais.

Quais são os fatores de risco?

Existem alguns fatores que podem deixar a mulher mais suscetível a desenvolver o câncer do colo do útero. Por exemplo, começar a se relacionar sexualmente cedo e sem proteção é um dos fatores, especialmente se ela tiver parceiros múltiplos, sendo assim, maiores chances de contrair o vírus.

Outros fatores que estão diretamente ligados à doença é o uso prolongado de pílulas anticoncepcionais e também o tabagismo. Quanto mais cigarros você fuma, mais chances têm de desenvolver o problema já que o cigarro possui substâncias cancerígenas.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através de s testes e exames. O primeiro passo é realizar a avaliação clínica informando os sintomas e sinais para o médico. Em seguida, ele pode fazer alguns exames como a avaliação do útero, colo do útero, vagina, ovário e reto com a ajuda de um espéculo. Papanicolau e exames de toque retal e vaginal também podem ser necessários.

Depois, o médico pode achar necessário realizar a Colposcopia, um exame que permite visualizar o colo do útero e a vagina com a ajuda de um aparelho. Pode ser possível também visualizar essas áreas por meio de uma câmera. Se houver alguma lesão, o médico poderá ter a suspeita de que alguma coisa está errada.

Depois, pode ser necessário realizar uma biópsia, ou seja, a coleta de uma pequena parte do tecido do colo do útero para enviar para análise em laboratório. Lá, será possível identificar se há algum tipo de célula cancerígena na região.

Como é feito o tratamento?

Entre os tratamentos utilizados para o câncer do colo do útero estão a cirurgia, radioterapia e quimioterapia. O tipo de tratamento escolhido vai depender do grau de avanço da doença  assim como a idade e se a paciente quer ou não ter filhos.

Como prevenir o câncer do colo do útero?

Uma das formas de prevenir esse câncer é utilizando camisinha nas relações sexuais para evitar a transmissão do vírus. Como isso ocorre por meio do ato sexual, ter poucos parceiros também é uma maneira de reduzir o risco de contágio.

Atualmente, é possível contar também com a vacinação para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Essa vacina consegue proteger o indivíduo de diversos tipos de vírus do HPV: tipo 6, 11, 16 e 18. Os tipos 16 e 18 são os principais responsáveis pelo câncer do colo do útero e representa 70% dos casos.

Aprenda mais sobre como se proteger de diversas doenças e siga as nossas redes sociais: Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *