As vantagens do B-Platin para o tratamento do carcinoma do ovário

As vantagens do B-Platin para o tratamento do carcinoma do ovário - Life Medicamentos - sindrome do ovario policistico causas sintomas e tratamento 4

O carcinoma do ovário é, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), um dos mais difíceis tumores de serem diagnosticados e com menor chance de cura.

Por isso é muito importante conhecer a doença, entender os seus fatores de riscos e consultar de forma regular um médico, visando a sua prevenção.

Continue a leitura e fique atento aos sintomas e aos tratamentos para combater esta doença.

O que é câncer de ovário?

O câncer de ovário é um tipo de câncer ginecológico que tem origem nos órgãos reprodutores da mulher.

Existem, de acordo com o INCA, diversos tipos de tumores malignos do ovário e com graus de agressividade diferentes.

A maioria, portanto, são carcinomas que se originam no epitélio do órgão, ou seja, nas células que estão presentes em sua superfície.

No entanto, pode se originar também a partir das células germinativas, ou seja, nas células que dão origem aos espermatozoides e aos ovócitos.

Sintomas

Segundo o INCA, no início o câncer de ovário não causa sintomas específicos, isto é, que possam denunciar a existência da doença.

Porém, à medida que o tumor vai crescendo, pode surgir pressão, dores ou inchaço na região do abdômen, na pelve, nas costas ou pernas.

Além disso, outros sintomas podem se fazer presente, tais como:

  • Ânsia de vômito;
  • Indigestão;
  • Gases;
  • Prisão de ventre;
  • Diarreia;
  • Fadiga;
  • Necessidade frequente de urinar;
  • Sangramento vaginal.

Vale ressaltar que estes sintomas são comuns a outros tipos de doenças. É importante, caso você reúna os sintomas citados, procurar um médico para obter um diagnóstico preciso.

Diagnóstico

O médico, ao perceber os sintomas da doença, poderá solicitar exames complementares específicos, como uma ultrassonografia vaginal.

Com base nos resultados dos exames, ele poderá solicitar a biópsia do tecido ovariano para análise clínica.

Fatores de riscos

Os especialistas apontam que o surgimento do câncer do ovário está relacionado a fatores ambientais, genéticos e hormonais. Sendo estes os principais fatores:

  • Obesidade;
  • Histórico familiar;
  • Menopausa tardia;
  • Infertilidade;
  • Mulheres que nunca tiveram filhos.

Prevenção

Para prevenir a doença, é preciso priorizar hábitos saudáveis, como alimentação adequada e rica em nutrientes e controle de peso.

Além disso, deve-se sempre realizar o exame ginecológico de rotina, pois é uma forma de prevenir a doença e tratá-la imediatamente, se for o caso.

Como uma das principais causas da doença provém de fatores genéticos, para as pessoas que possuem casos de câncer de ovário na família, deve haver um controle maior e mais rigoroso.

Tratamento

Há diversas modalidades de tratamento para o câncer do ovário e a sua escolha vai depender do tipo do tumor e de seu estágio, da idade do paciente e de sua condição clínica e se o tumor é inicial ou recorrente.

Caso tal problema de saúde seja detectado no início, o médico poderá indicar a cirurgia como tratamento para retirar o ovário afetado.

Caso a doença se encontre em estado avançado, outros procedimentos poderão ser recomendados, como a radioterapia, a quimioterapia e o tratamento medicamentoso, à base de fármacos como o B-Platin, que é indicado para auxiliar no tratamento de câncer do ovário de origem epitelial.

Acompanhe a Life Medicamentos nas redes sociais e esteja sempre atualizado no que há de mais avançado em se tratando de medicamentos medicinais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + cinco =