Sal X Hipertensão Arterial: Qual a Relação?

sal-hipertensao

Você certamente já deve ter ouvido falar que existe uma relação bastante íntima entre sal e hipertensão arterial. É comum ver recomendações médicas e de demais profissionais de saúde para que pacientes hipertensos reduzam a quantidade de sal que consomem. 

O sal é um tempero muito importante para a humanidade. Você já imaginou viver sem ele? Antigamente, quando não existiam as geladeiras, as pessoa usavam o sal para preservar os alimentos por mais tempo. Ele era tão importante que alguns pagamentos eram feitos com sal, tanto é que foi daí que nasceu a palavra salário.

Mas o fato é que o sal não faz mal, mas o seu excesso combinado com hábito de vida ruim pode prejudicar e muito a nossa saúde, especialmente entre aqueles com hipertensão.

Vejamos abaixo um pouco mais sobre o assunto para entender por que essa relação pode ser tão perigosa. Confira!

Como se dá a relação sal x hipertensão?

Dentro de uma abordagem não farmacológica, a redução de sal na dieta é uma das principais formas de intervenção médica. É indicada a ingestão de apenas 2 gramas de sal por dia. Com isso, é possível reduzir a pressão arterial de 2 a 8 mmHg, tanto que pesquisadores conseguiram identificar que populações com menor consumo de sódio tinham menos pessoas com hipertensão arterial.

Normalmente, a taxa de hipertensão em uma população costuma aumentar quando a ingestão de sal da população é de 2,3 gramas por dia.

Veja que apenas um aumento de 0,3 gramas ao dia pode fazer uma grande diferença entre ter ou não esse problema de saúde. 

Lembrando que não é porque você consome mais de 2 gramas de sal por dia que vai ter hipertensão. Existem outros fatores que podem estar associados como a obesidade. Mas o elevado consumo de sal pode ser o suficiente para isso.

Sódio e acúmulo de líquidos no corpo

Já entendemos que o excesso de sal pode desencadear e piorar a hipertensão arterial. A questão agora é entender como isso acontece.

O sal comum, aquele que compramos em supermercados, possui em média 40% de sódio em sua composição. Inclusive o sal é essencial para a nossa saúde, para o bom funcionamento não só do sistema cardíaco e vascular como também para o sistema nervoso e muscular. 

Assim, uma baixa ingestão de sal remete a uma baixa ingestão de sódio o que pode causar esses problemas. Além disso, o sódio é o elemento químico que controla a quantidade de água dentro e fora das células.

Quando ingerimos muito sal, uma grande quantidade de sódio fica no sangue e assim, a água que estava dentro das células vai para o sangue. Ocorre um aumento de volume de líquidos dentro dos vasos.

Por sua vez, o coração precisa bombear uma maior quantidade de sangue, assim, ele precisa de mais força (o que normalmente não acontece). Isso aumenta a pressão arterial e, no longo prazo, pode causar sérios problemas cardíacos.

Como evitar o aumento da pressão arterial?

Bom, o primeiro passo é reduzir a quantidade de sal ao máximo. Lembrando que não adianta comprar um tipo de sal com menos sódio, pois você acabará pagando mais caro e vai acabar colocando na comida uma quantidade maior desse sal, igualando a quantidade de sódio consumida antes.

Infelizmente ou felizmente você precisa se adaptar a um novo sabor dos alimentos, ou seja, uma comida mais saudável sem uma grande quantidade de sal. Para quem é hipertenso, a melhor opção é consumir, no máximo, 2 gramas de sal por dia.

Além disso, é interessante mudar alguns hábitos de vida. Por exemplo, praticar mais exercícios — com acompanhamento médico — evitar ou ao menos minimizar situações estressantes, ter mais tempo de lazer, entre outras coisas. Assim, temos que levar em conta outras coisas no nosso dia a dia e não só a relação sal x hipertensão arterial.

Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a ter uma saúde melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =