Câncer de pele

Câncer de pele

O câncer de pele é um dos tumores mais comuns aqui no Brasil e não é mera coincidência já que por aqui temos um clima bastante tropical e sol em praticamente todo o ano. Estamos falando de 30% de todos os casos de câncer registrados e a parte boa é que possui um bom prognóstico quando identificado de forma precoce.

Esse também é o tumor malígno com menor taxa de mortalidade, porém, se não tratado da maneira correta ou a tempo, pode deixar mutilações sérias no indivíduo.

Quer saber mais sobre o câncer de pele, sinais e sintomas, formas de tratamento e prevenção? Então, acompanhe este texto até o final!

Existem 2 tipos de câncer de pele?

Sim, há dois tipos desse câncer. Um deles é chamado de não melanoma e o outro de melanoma. Essa classificação é feita de acordo com a origem do tumor que, no segundo tipo, tem origem nos melanócitos. Essas células são as responsáveis pela produção de melanina, um tipo de proteína responsável por determinar a cor da pele. Quem tem mais melanócito tem a pele mais escura.

O câncer de pele melanoma representa apenas 3% dos casos é o tipo mais grave e agressivo. Nele, há muito mais chances de que ocorra metástase (células malígnas indo para outras partes do corpo) do que em comparação ao câncer não melanoma.

Quais os fatores de risco?

O principal fator de risco que temos aqui no país é o sol. A grande exposição aos raios UVA e UVB são os maiores causadores dos dois tipos de câncer de pele. Especialmente quando há muita exposição (de forma repetitiva e prolongada) na infância e também na adolescência.

E, apesar do que algumas empresas e clínicas de estética podem dizer, as câmaras de bronzeamento artificial também são um risco para o desenvolvimento desse tumor. 

Quem tem pele mais clara, cabelos loiros ou ruivos ou é albino também apresenta mais chances de desenvolver a doença em comparação a pessoas de pele mais escura. Ter casos de câncer de pele na família também é algo que precisa de atenção.

No caso do câncer não melanoma, também temos um sinal característico: feridas que levam mais de 4 semanas para cicatrizar. Passado esse prazo, é bom procurar um especialista.

Quais são os principais sinais e sintomas?

O câncer pode começar a partir de uma parte pigmentada da pele ou então por meio da pele normal. Neste caso, podem aparecer pintas com bordas irregulares acompanhadas de coceira localizada. Também pode haver descamação na região. No caso de começar a partir de uma parte pigmentada, pode ocorrer o aumento do tamanho, alteração na cor e no formato da mancha. Por isso, ela também passa a ter bordas irregulares.

Como é feito o diagnóstico?

Se você tem algum dos sinais ou sintomas descritos acima, procure um médico, de preferência o dermatologista. Quanto antes isso acontecer, melhor. Afinal de contas, quando se trata de câncer, o diagnóstico precoce é fundamental. 

Normalmente, o diagnóstico é feito pelo exame clínico, porém, em outros, pode ser necessária a dermatoscopia. Um exame no qual usa-se um aparelho que permite ao especialista ver mais camadas da pele que não podem ser analisadas a olho nú. Em outros casos também pode ser preciso fazer a biópsia.

Quais são as formas de tratamento?

A principal forma de tratamento utilizada hoje é a cirurgia. Porém, outras formas como a quimioterapia e a radioterapia também podem ser utilizadas, mas isso depende do estágio do câncer. No caso do câncer melanoma, já existem medicamentos altamente eficazes que, não promovem a cura, mas conseguem oferecer uma sobrevida mais longa, especialmente para aqueles pacientes que tinha um prognóstico não muito satisfatório.

Como prevenir?

É claro que, o melhor que você pode fazer pela sua saúde é prevenir o câncer de pele. Para isso, é necessário evitar a exposição ao sol por um período prolongado e também usar protetor solar sempre. O bloqueador ainda é uma opção excelente para os banhos de mar, pois consegue ser mais eficaz que o protetor. A proteção física como bonés, viseiras e sombreiros são essenciais.

Quer manter-se atualizado e cuidar bem da sua saúde? Então, siga-nos nas redes sociais: Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − oito =