Bonar 15UI

1 Frasco Diluente 5mL


    Descrição:

  • Fabricante: Biosintética
  • Registro MS: 1213009800023
  • Principio ativo: Sulfato de Bleomicina
  • Conservação: Refrigerado
Atenção: produto refrigerado

Requer armazenamento específico em isopor, entre 2°C e 8°C. Compras contendo um ou mais produtos com essa especificação só poderão ser enviados via Sedex 10 ou Entrega Local (válida apenas para região do ABC Paulista).
Para mais informações sobre este produto consulte nosso atendimento:

(11) 4433-4215

Enviar Mensagem

Fora de estoque

INDICAÇÕES

Bonar é indicado no tratamento paliativo de carcinomas e linfomas como agente único ou em associação a outros quimioterápicos. Tem sido utilizado como agente único ou em combinação com outros agentes quimioterápicos, no tratamento das seguintes neoplasias: - Carcinoma de células escamosas: de cabeça e pescoço (incluindo boca, língua, amígdalas, nasofaringe, orofaringe, seios nasais e paranasais, palato, lábio, mucosa bucal, gengiva, epiglote, pele e laringe), pênis, cérvice uterina e vulva. A resposta à bleomicina é menor em pacientes com carcinoma de cabeça e pescoço submetidos previamente à irradiação. - Linfomas: doença de Hodgkin, linfoma não-Hodgkin. - Carcinoma de testículo: células embrionárias, coriocarcinoma e teratocarcinoma. - Derrame pleural maligno:Bonar, quan do administrado por injeção intrapleural, mostra-se útil no tratamento do derrame pleural maligno, como agente esclerosante e na prevenção de derrames pleurais recorrentes.

CONTRAINDICAÇÕES

Este medicamento é contraindicado em pacientes que demonstraram hipersensibilidade ou reação idiossincrática ao medicamento.

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES

Bonar deve ser administrado sob supervisão de um profissional médico qualificado, com experiência no uso de agentes quimioterápicos para câncer. Os pacientes em tratamento com Bonar devem ser observados cuidadosa e frequentemente durante e após a terapia. A disponibilidade de recursos para o diagnóstico e tratamento permitem o controle da terapia e suas possíveis complicações. Bonar deve ser usado com extremo cuidado em pacientes com

. REAÇÕES ADVERSAS

Reações adversas cardiovasculares: Reações muito comuns (> 1/10): edema e eritema em mãos e pés; Fenômeno de Raynaud (monoterapia ou em combinação com vimblastina com ou sem a associação com a cisplatina). Reações sem frequência definida na literatura: hipotensão (geralmente requerendo tratamento), dor torácica durante a infusão da medicação, trombose arterial (descrita na combinação entre bleomicina, vimblastina e cisplatina), acidente vascular cerebral, arteriosclerose coronariana, infarto agudo do miocárdio. Reações adversas dermatológicas: Reações muito comuns (> 1/10): hiperqueratose nas mãos e u n has, hiperpigmentação da pele, prurido, alopecia, vesículas, rash cutâneo, eritema, danos às unhas, flacidez da pele, flebite. Reações sem frequência definida na literatura: alterações cutâneas semelhantes a esclerodermia.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Interação Medicamento-Medicamento: - Gravidade: moderada Efeito da interação: diminuição da efetividade do medicamento Medicamento: fenitoína - Gravidade: moderada Efeito da interação: redução do efeito da bleomicina quando adicionados juntamente em soluções contendo os medicamentos na infusão. Medicamento: aminofilina, ácido ascórbico, carbenicilina, cefazolina, cefalotina, hidrocortisona succinato sódico, metotrexato sódico, penicilina G sódica, terbutalina. - Gravidade: moderada Efeito da interação: inativação da bleomicina quando administrado em mesmas soluções Medicamento: compostos contendo grupo sulfidrila. - Gravidade: moderada Efeito da interação: precipitação quando adicionados junta mente em soluções contendo os medicamentos na infusão. Medicamento: soluções contendo aminoácidos.

CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO

Bonar é um pó liofilizado de cor branca. A solução reconstituída deve ser límpida, transparente e isenta de partículas. Conservar sob refrigeração à temperatura de 2 a 8ºC. Proteger da luz e umidade. Desde que respeitados os cuidados de armazenamento, o medicamento apresenta uma validade de 24 meses a contar da data de sua fabricação. Após sua reconstituição em água para injetáveis, este medicamento é estável por 24 horas em temperatura ambiente (15 a 30ºC). O produto não deve ser diluído com solução de dextrose (soro glicosado). Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

POSOLOGIA E MODO DE USAR

Devido à possibilidade de ocorrer reação anafilática, os pacientes portadores de linfoma devem ser tratados com 2 unidades ou menos nas duas primeiras doses. Se não ocorrerem reações agudas, seguir o esquema normal de dosagem. Recomendam-se os seguintes esquemas: Carcinoma de células escamosas, e carcinoma de testículo:0,25 a 0,50 unidades/kg (10 a 20 unidades/m²), administradas por vias intravenosa, intramuscular ou subcutânea, uma ou duas vezes por semana. Linfoma não-Hodgkin: 0,25 a 0,50 unidades/kg (10 a 20 unidades/m²), administradas por vias intravenosa, intramuscular ou subcutânea, uma ou duas vezes por semana. As duas doses iniciais devem ser 2 unidades ou menos devido a possibilidade de reação anafilactoide. A dose preconizada deve ser iniciada se não ocorrer nenhuma reação aguda. Doença de Hodgkin:0,25 a 0,50 unidades/kg (10 a 20 unidades/m²), administradas por vias intravenosa, intramuscular ou subcutânea, uma ou duas vezes por semana. As duas doses iniciais devem ser 2 unidades ou menos devido a possibilidade de reação anafilactoide. Após a obtenção de 50% de resposta, administrar uma dose de manutenção de 1 unidade diária ou 5 unidades por semana via I.V. ou I.M.

"AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. ESSE PRODUTO É UM MEDICAMENTO E SEU USO INDEVIDO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE SEMPRE A AJUDA DE UM MÉDICO OU FARMACÊUTICO. LEIA A BULA."